Os 13 comportamentos mais irritantes durante viagens de avião

Veja se você já passou por isso ou tem algum desses comportamentos irritantes dentro do avião.

0 218

Os 13 comportamentos mais irritantes durante viagens de avião

Viajar de avião é ficar em um espaço confinado e apertado com diversas pessoas desconhecidas por alguns minutos em voos curtos e até muitas horas nos voos de longa duração.

Eu já presenciei muitos barracos dentro de voo por conta de espaço de poltrona, apoio de braço e, principalmente por causa de espaço no bagageiro – ou a falta dele.

Claro que, em alguns deles não fui só espectador, também já tive as minhas tretas, mas nada grave. Com diálogo e educação, sempre é possível resolver essas questões.

Por isso, além de ter boas maneiras para viajar de avião, também é preciso um pouquinho de jogo de cintura e paciência com comportamentos inconvenientes de outros passageiros.

Por isso, veja abaixo, quais são os 13 comportamentos mais inconvenientes relatados por passageiros do mundo inteiro e o que fazer em cada um deles.

1 – Chutar o assento da frente

Já vou começar com um dos campeões em reclamações. Geralmente os chutes vêm de alguma criança malcriada ou simplesmente muito agitada, mas nem sempre, alguns adultos também resolvem apoiar os joelhos no encosto dianteiro, incomodando quem está na frente.

comportamentos mais irritantes durante viagens de avião

O que fazer: Tente dar algumas olhadas por cima ou entre os bancos. Às vezes é um pai ou mãe distraída ou mesmo tendo que lidar com duas crianças, portanto, uma encarada de leve já deve fazer a pessoa se tocar e corrigir o filho.

No caso de não resolver ou se tratar de um adulto empurrando seu assento, levante-se e informe educadamente sobre o problema que o está incomodando.

2 – Cabelo jogado para trás

Sinceramente não entendo porque algumas mulheres simplesmente não podem encostar suas cabeças no encosto da poltrona como todos os demais seres humanos.

A bonita senta, se acomoda e depois ajeita suas madeixas cuidadosamente por trás do encosto da sua poltrona, ou seja, em um espaço que ela não deveria ocupar, pois pertence a outra pessoa, no caso você.

O que fazer: Essa situação é mais engraçada do que incômoda, portanto, eu só reclamo se a aeronave tiver entretenimento a bordo e o cabelo estiver cobrindo a tela ou se eu estiver lanchando e o cabelo da donzela estiver quase tocando minha comida. Do contrário, eu deixo quieto.

Isso é bem particular de cada um, mas peça educadamente, até sorrindo, pois a pessoa às vezes nem se toca do incômodo.

comportamentos mais irritantes durante viagens de avião
Fotos do site Passenger Shaming

Uma opção interessante, caso fosse possível levar tesouras a bordo, seria você cortar o cabelo intruso até uma altura que não te atrapalhasse mais…rs

Veja também:

13 curiosidades sobre aviação e o trabalho dos tripulantes

Coisas que acontecem nos voos que podem assustar, mas são perfeitamente normais

3 – O povo que levanta pra fazer fila no corredor

Sabe quando o avião encosta no finger, o aviso de atar cintos mal se apaga e um monte de gente já se levanta para ficar em pé no corredor? 

Quando estou na janela nem me importo, continuo olhando lá para fora e só levanto quando essa fila começa a andar. Mas quando estou no corredor isso é irritante, pois a pessoa pede licença, para logo em seguida ficar parada ali na sua frente no corredor.

Ou, o que é pior, fica curvada debaixo do bagageiro do avião, te colocando pressão.

via GIPHY

O que fazer: Se for possível dê passagem para a pessoa apressada, de repente ela só quer esticar as pernas. Se não der, relaxe e deixe ela curvada de baixo do bin mesmo.

4 – Guerra pelo apoio de braço

Regras: Se você estiver no corredor ou na janela, pegue um apoio de braço e deixe o outro para a pessoa que está no meio. Sim, viajar no meio é a pior das experiência, então pelo menos facilite a vida do seu vizinho e deixe que ele desfrute dos 2 apoios.

Se você estiver em uma aeronave de 2 assentos, use o bom senso. A pessoa maior, mais alta, mais forte ou mais gorda deve ter a preferência. Não seja “cri-cri” e ceda o bendito apoio.

Certa vez em um voo de 3 horas do Rio para São Luís, eu estava no assento do meio e o cara que estava sentado no corredor era bem forte. O problema não era só ele ocupar o espaço do apoio, pior é que toda vez que ele pegava no sono ia abrindo as pernas e ocupando o meu espaço.

Quando eu já estava muito puto e irritado, eu reclamei com ele. No entanto, eu já falei num tom levemente agressivo, ao que ele respondeu baixo, de forma educada e se desculpou. Ou seja, eu podia ter feito por menos.

O que fazer: Se você for pequeno ou pequena e puder se encolher um pouco, acho sempre melhor do que reclamar, principalmente se o voo for curto. Do contrário, faça uma brincadeira sobre o apoio, tire no par ou ímpar ou peça educadamente.

5 – Puxar o assento da frente pra se levantar

Sim, isso incomoda bastante, principalmente em voos longos, tudo apagado, você conseguiu dar aquele cochilo de 20 minutos e uma pessoa agarra o encosto da sua poltrona e você toma aquele susto.

O que fazer: Na minha opinião, eu tentaria relevar e deixar pra lá, até porque a maioria das pessoas que faz isso é idosa ou tem alguma dificuldade pra levantar e se mover mesmo. Tenha um pouco de empatia e relaxe, vai passar rápido.

Agora se for uma família viajando junto, e toda hora várias pessoas puxando seu assento para trás, apoiando o cotovelo e acertando sua cabeça, daí vale reclamar com as pessoas. Em último caso, tentar trocar de assento.

6 – Pés misteriosos que aparecem entre os bancos

Quando é o pezinho ou a mãozinha de uma criança é até fofo, a criança só está querendo chamar a atenção e interagir. Já passei por isso em vários voos, às vezes é o pé, mas normalmente é a mão ou o rosto. Sempre interagi e brinquei com a criança.

Faça isso também, não custa nada ser simpático(a) e brincar com uma criança.

Agora quando é um adulto, isso é muito abuso, falta de noção e invasão do espaço alheio.

O que fazer: Vire para a pessoa, seja direto(a) e peça que tire o pé do apoio do seu braço. Nesses casos não tem como dizer que a pessoa é distraída, portanto pode subir o tom levemente. 

7 – Quem acha que é dono do bagageiro

Já presenciei vários barracos por conta de vaga no bagageiro, desde pessoas que simplesmente resolveram rearrumar o bagageiro conforme suas vontades e colocaram bagagens de outros passageiros em outros compartimentos, até passageiros que acharam que os compartimentos eram só deles e se incomodaram com qualquer toque em seus pertences.

O pior barraco que presenciei foi num voo do Rio para Foz do Iguaçu, em que um passageiro que estava desembarcando na escala em Curitiba, ao retirar sua bagagem deixou a alça da bolsa de um passageiro que continuaria no voo, para fora.

O dono da bolsa falou um monte de besteira em alto e bom som, dentro da aeronave, gritava mandando o rapaz colocar a alça da bolsa dele novamente no lugar. O cara deu um show por causa de uma alça pendurada em um voo que ainda embarcariam diversos passageiros e a bolsa dele ainda seria muito empurrada para lá e pra cá.

via GIPHY

O que fazer: Leve bagagens de mão compatíveis com o espaço do bin, ou que caiba embaixo do assento à sua frente. Colocar a bagagem no bin não é obrigação das comissárias de bordo, isso definitivamente não está entre as funções de uma aeromoça, mas chame uma delas caso você não encontre espaço. Jamais discuta com outro passageiro, por isso, chame um comissário e peça que ele resolva tal impasse.

 8 – Com licença toda hora

A pessoa que escolhe o assento da janela, mas toda hora levanta pra ir ao banheiro ou para pegar alguma coisa em sua bagagem de mão e fica te pedindo licença. 

Ou pior. Sabe aquela pessoa muda, que tem vergonha ou é mal educada e tenta passar por você sem pedir licença? Na verdade, ela imagina que você vai ver a situação e dará licença de qualquer jeito.

O que fazer: Se você levanta pouco, tente sempre escolher o assento da janela, se você levanta muito, escolha o assento do corredor.  Agora se acontecer o contrário, paciência, dê passagem para a pessoa, aproveite, estique-se, dê uma olhada nos demais passageiros, aproveite e dê uma paquerada. Vai que…

9 – Aquele ombro amigo

A pessoa pega no sono e fica caindo em cima de você. Então, sinto informar que em alguns casos falar com a pessoa não vai adiantar, ela vai se aprumar, se desculpar e daqui a pouco estará caindo novamente no seu ombro.

via GIPHY

O que fazer: Fale uma vez, caso não resolva tente trocar de lugar ou divirta-se com a situação.

Certa vez, num voo curto, de 1 hora entre Curitiba e o Rio, eu estava na janela e um rapaz e um homem mais velho – pareciam pai e filho – mal se sentaram já pegaram no sono. Ainda em solo os dois já estavam caindo um sobre o outro e o rapaz caindo sobre meu ombro. 

Como o voo foi curto, eu me encolhi um pouco e vim me divertindo com a situação inusitada.

10 – Som de jogos, vídeos, músicas e mensagens

Ah brother, essa daqui não tem desculpa né. Ambiente apertado, um monte de gente estressada, doida pra chegar no destino e sair daquela lata de sardinhas e alguém que acha que fone de ouvido é enfeite.

Uma vez, duas mulheres tacaram um tablet na mão de uma criança que resolveu jogar um game muito colorido, com muitas músicas e vários efeitos sonoros, causando indignação e irritação nos passageiros ao redor.

Como eu estava no corredor, e as mulheres e a criança na fileira do outro lado, coube a mim falar com ela educadamente sobre o problema. Ela não gostou e ainda quis arrumar uma treta, mas aí os demais passageiros me deram razão, a mulher ficou resmungando, sossegou e tirou o som do tablet da criança.

O que fazer: Exatamente isso, falar educadamente com a pessoa. Se não resolver, chame um comissário e deixe que ele/ela cuide disso.

11 – Desconhecido melhor amigo

Eu sempre faço amizades em viagens, seja no destino, no hotel, aeroporto, avião, mas raramente puxo assunto. No entanto, adoro emendar um bate papo, quando puxam assunto comigo e a conversa é boa.

Mas nem todo mundo gosta de conversas com desconhecidos e nem toda conversa é boa.

Tem gente que vem com papo chato, falando de assuntos desagradáveis, temas polêmicos e sensíveis ou com piada merda.

via GIPHY

O que fazer: Se você for a pessoa que puxa assunto, preste atenção em sinais que a pessoa dá, de que não está gostando da conversa, ou mesmo que já se cansou. Às vezes a conversa pode estar maravilhosa, mas já deu, uma pessoa cansou.

Se a pessoa parou de responder, só acena com a cabeça e faz monossilábicos, boceja ou se levanta para ir ao banheiro, significa que você precisa parar de falar e caçar outro passatempo.

Se você for a vítima de um tagarela, demonstre com pequenos sinais que você não está a fim de conversar. Em último caso, peça licença e diga que precisa dormir ou continuar sua leitura, filme…

12 – Tirar os sapatos

Se seu vizinho de assento tira os sapatos e eles estão limpos, isso não te causará nenhum incômodo. Agora se estiver com chulé ou sujo e ele resolver colocar o pé visível, aí sim é um problema.

O que fazer: Sinceramente não sei. Responda você pra mim nos comentários, o que você faria numa situação dessa. Eu acho que tentaria trocar de lugar, se não conseguisse, ia pedir educadamente que ele calçasse os sapatos.

Já vi muita gente tirar os sapatos, eu mesmo já tirei em diversos voos, mas nunca tive que lidar com o chulé alheio.

Só tire os sapatos, se seus pés estiverem limpos, sem odores desagradáveis e, se estiver de meia, que elas estejam sem furos ou rasgos.

Ah, calce seus sapatos para ir ao banheiro. O banheiro dos aviões é muito mais sujo do que você imagina.

13 – Reclinar o assento de sopetão

Isso geralmente causa mais um susto do que transtornos, a não ser que você esteja fazendo um lanche ou com seu laptop aberto sobre a mesinha de refeição.

O que fazer: Não há muito o que ser feito, até porque a pessoa já reclinou o seu assento. Mas caso tenha te machucado ou causado algum tipo de transtorno, peça para que a pessoa recline o encosto de forma mais suave da próxima vez.

E aí, você já passou por alguma dessas situações?

Já presenciou ou viveu algum barraco dentro de um avião?

Conta pra mim nos comentários.

Você vai gostar também:

Os 5 erros mais estúpidos que causaram acidentes aéreos

Veja algumas doenças que podem ser contraídas em viagens aéreas

Deixe uma resposta

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies