Pirenópolis, fácil se apaixonar e difícil de ir embora. Saiba tudo sobre a cidade histórica goiana.

0 370

Depois de quase 5 horas de estrada entre Alto Paraíso de Goiás e Pirenópolis, chegar à pousada e o funcionário não encontrar minha reserva era algo que definitivamente eu não recebi com muito bom humor.

A minha viagem por Goiás tinha começado alguns dias antes quando cheguei ao aeroporto de Brasília, retirei o carro alugado e rumei para Alto Paraíso, para conhecer a Chapada dos Veadeiros.

Os dias na Chapada foram super tranquilos e, mesmo sendo janeiro, não fazia um calor insuportável durante o dia e as noites eram bem agradáveis. Já não podia dizer o mesmo de Pirenópolis.

Cansado da viagem de carro, com fome e muito calor, tudo o que eu queria era fazer o check-in na pousada para tomar um banho e sair para comer alguma coisa, no entanto o funcionário da pousada disse que não havia encontrado a minha reserva e não fez nenhuma menção de encontrar uma solução, mesmo eu apresentando o voucher do Booking que comprovava a reserva.

Pirenópolis

Eu não tinha a menor dúvida que o mal entendido seria resolvido, mas o que me deixou indignado foi o despreparo e a falta de iniciativa do sujeito, como se coubesse a mim resolver tal impasse ou que eu fosse procurar outro hotel estando com uma reserva paga.

Depois de algum tempo olhando para o abençoado sem atitude, chegou alguém que finalmente, depois de procurar um pouco mais, encontrou minha reserva. Nessa brincadeira de esperar, meu carro quase foi multado e o restaurante onde eu iria almoçar, fechou.

No fim das contas, foi só um contratempo, que nem chegou a ser um perrengue de viagem. 

E, apesar de chegar a Pirenópolis com o “pé esquerdo”, depois foi amor à segunda vista.

Então chega de conversa fiada e vamos ao que interessa.

Como é e porquê você deve conhecer Pirenópolis

Pirenópolis é uma cidade tranquila, que basta o primeiro final de tarde para se apaixonar por ela.

O ritmo é lento e a arquitetura colonial portuguesa, junto às ruas de pedra e a sombra das árvores formam o conjunto de encantos da cidade.

Em Piri, como é carinhosamente chamada pelos goianos, nada é estridente, nada ali parece existir para te tomar de assalto. A graça da cidade está justamente na sua simplicidade, no seu pudor quase mineiro.

Em tempos em que tudo que é feito e pensado para ser “instagramável”, Pirenópolis se mantém alheia a isso, com seu ritmo de vida sossegado e suas paredes já naturalmente fotogênicas.

A cidade, que é famosa por suas cachoeiras, casario colonial português, cavalhadas e Festa do Divino Espírito Santo, ainda oferece museus diversos e culinária maravilhosa.

Inclua Pirenópolis nos seus planos de viagens que você não vai se arrepender.

Como chegar à Pirenópolis

Pirenópolis é uma cidade do estado de Goiás, que está a 370 km de Alto Paraíso (GO), 150 km de Brasília (DF) e 130 km de Goiânia (GO).

Se você mora em outras regiões do país, te sugiro ir de avião até Brasília ou Goiânia, alugar um carro, que vai facilitar seus deslocamentos dentro de Pirenópolis, ou ir de ônibus até a cidade.

Para comprar sua passagem aérea clique aqui. Já para alugar um carro e parcelar em até 12x, clique aqui.

A empresa de ônibus que liga Goiânia e Brasília a Pirenópolis é a Goianésia e você pode comprar sua passagem pelo link.

Distância de outras cidades até Pirenópolis:

  • Uberlândia (MG) = 459 km
  • Ribeirão Preto (SP) = 717 km
  • Palmas (TO) = 759 km
  • Campo Grande (MS) = 967 Km
  • Cuiabá (MT) = 909 km
  • Belo Horizonte (MG) = 835 km

Veja abaixo o caminho até Pirenópolis a partir do aeroporto de Brasília

Veja abaixo o caminho até Pirenópolis a partir do aeroporto de Goiânia

Quando ir – Melhor época para conhecer Pirenópolis

A estação chuvosa e a seca estão bem definidas em Pirenópolis, a primeira vai de novembro a março e a segunda de maio a setembro. Já os meses de abril e outubro tem pluviosidade média.

É possível conhecer a cidade em qualquer época do ano, porém, os melhores meses são maio, junho e julho, pois já passou o período das chuvas, a vegetação ainda está verde e as cachoeiras com água.

Já no período mais seco, que são os meses de setembro e outubro, a umidade do ar fica bem baixa e pode ser um problema para pessoas mais sensíveis que não estão acostumadas.

Em Pirenópolis é alta temporada o ano inteiro, pelo menos aos finais de semana, pois a cidade fica sempre repleta de turistas, principalmente das grandes cidades ao redor, como Brasília, Goiânia e Anápolis.

O clima em Pirenópolis é quente o ano inteiro durante o dia e bem fresco a noite. De maio a agosto chega a fazer um friozinho quando anoitece e de madrugada.

Onde ficar em Pirenópolis

As principais atrações de Pirenópolis estão concentradas no Centro Histórico, logo a melhor opção é se hospedar próximo a ele, pois poderá fazer muita coisa a pé.

Caso você esteja com carro alugado, pode cogitar outros lugares para se hospedar, ir até o Centro Histórico, estacionar e caminhar para conhecer os encantos da cidade.

Como nos finais de semana a cidade está sempre cheia, os preços de hospedagens são mais em conta durante a semana.

Então veja abaixo algumas sugestões de hospedagem em Pirenópolis.

Pousada simples, com piscina, em meio ao verde, fora da cidade. Opção econômica.

Pousada em um casarão charmoso dentro do Centro Histórico.

Pousada limpa e confortável bem próxima ao Museu das Cavalhadas e Centro Histórico.

Pousada econômica a 500m do Centro Histórico.

Pousada econômica com piscina a 600m do Centro Histórico

Pousada elegante, com piscina e linda vista. Fora da cidade.

Pousada enorme, com vários espaços de lazer em meio à natureza, a 500 metros do Centro Histórico.

Pousada só para adultos, elegante dentro do Centro Histórico.

O que fazer em Pirenópolis

Centro Histórico

Tudo começa pelas ruas do centro histórico. Estacione o carro nas redondezas e vá percorrer as ruas a pé.

É por ali, nesse centrinho que você vai conhecer o Museu das Cavalhadas, o Museu do Divino, a Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário e a Igreja do Nosso Senhor do Bonfim.

Bem pertinho da Igreja da Matriz, estão o Theatro de Pirenópolis e o Cine Pireneus.

Caminhe sem pressa, vá até a Avenida Beira Rio e conheça a Ponte do Carmo, assim como a Igreja e Museu de Arte Sacra Nossa Senhora do Carmo. Outra atração ali pertinho é a Nova Ponte Pênsil.

No seu flanar por Pirenópolis, não tenha pressa, almoce no restaurante Tempero do Rosário ou em qualquer outro da Rua do Lazer, prove um sorvete na Valentine Gelateria Italiana e no final da tarde, aproveite a sombra da Rua Aurora tomando um café no Pedi Café ou uma cerveja na Cervejaria Santa Dica.

Calçada da Cervejaria Santa Dica

Cachoeiras de Piri e região

As cachoeiras, assim como as piscinas das pousadas, são muito bem vindas em Pirenópolis por conta do calor da cidade.

E cachoeira é o que não falta por lá, são mais de 80 na região e a maioria delas, com fácil acesso de carro, com trilhas bem tranquilas de percorrer e com serviços de apoio ao visitante. A maioria delas está em propriedade particular.

Os valores de entrada cobrados variam de R$20 a R$60 e o que determina isso é a quantidade de cachoeiras do local, assim como a infraestrutura.

As principais cachoeiras são estas abaixo, listadas por ordem de distância:

  • Cachoeiras Bonsucesso – 5 km
  • Cachoeira Usina Velha – 5 km
  • Cachoeira do Lázaro – 12 km
  • Cachoeira Santa Maria – 12 km
  • Cachoeira do Abade – 15 km
  • Cachoeira das Araras – 20 km
  • Salto do Corumbá – 31 km
  • Cachoeira do Paraíso – 34 km
  • Cachoeira do Rosário – 36 km
  • Cachoeira dos Dragões – 40 km

Verifique no dia da sua viagem os valores de entrada para cada uma delas e o que está incluído. 

Alguns dos locais onde ficam essas cachoeiras, oferecem lanchonete, almoço em buffet ou brunch, todos cobrados à parte.

Além das cachoeiras, diversos restaurantes de Pirenópolis oferecem “day use”, onde os visitantes podem desfrutar das dependências do restaurante, que geralmente incluem piscinas, banho de rio, área de descanso com espreguiçadeiras ou redes.

Alguns desses lugares também oferecem atividades de lazer e aventura, como arvorismo e tirolesa.

Já deu para perceber que os passeios diurnos em Pirenópolis são quase sempre dentro d’água né. Quando você estiver por lá, vai entender a razão.

Nesta linha de lugares com diversas atividades para passar o dia, outros que eu indico são:

Santuário Vagafogo

É um santuário ecológico em que o visitante curte o dia na natureza e aprende diversos conceitos sobre preservação ambiental.

Tem piscina natural, uma pequena queda d’água, redário e um brunch típico delicioso. Existem outras atividades que podem ser contratadas a parte como rapel e arvorismo.

Salto do Corumbá

Além de uma linda queda d’água, o Salto do Corumbá tem piscina natural e uma prainha particular, restaurante com pratos deliciosos e atividades extras como arvorismo, rapel, bóia cross, tirolesa e escalada. Essas atividades são pagas à parte.

Foto reprodução Salto Corumbá

Além do Salto do Corumbá, o complexo conta ainda com mais 5 cachoeiras, com as mais variadas distâncias e níveis de trilha.

Para curtir tudo o que o complexo tem a oferecer é preciso chegar bem cedo e passar o dia. Outra opção é dormir por lá no camping ou na pousada. Saiba mais sobre o complexo do Salto Corumbá.

Fica a 32 km de Pirenópolis.

Restaurante Pillares

O Restaurante Pillares fica em meio à natureza, mas pertinho da cidade. O sistema de buffet livre com a comida preparada no fogão a lenha conta com várias delícias típicas goianas.

O restaurante tem rio, piscina natural e artificial e redário para descanso. Local familiar frequentado por turistas e moradores de Piri.

Museu Rodas do Tempo

O Museu Rodas do Tempo é dedicado às bicicletas e motos e seu acervo é imenso. O museu é bem organizado e surpreendente. Mesmo para quem não é apaixonado pelas “!duas rodas” vai gostar de aprender com todas as peças expostas.

O museu fica na cidade de Pirenópolis, mas fora do Centro Histórico, mas bem pertinho.

Rua do Lazer

Embora eu já tenha citado várias vezes a Rua do Lazer aqui neste artigo, vale um destaque para ela, pois quaisquer que sejam seus planos, visitar a Rua do Lazer é quase uma obrigação em Piri.

A rua é linda, cheia de casinhas históricas coloridas e fica ainda mais bonita à noite, quando fica tomada de mesas e cadeiras dos restaurantes e gente de toda parte do Brasil.

Onde comer em Pirenópolis

Qualquer que seja o seu gosto e qualquer restaurante que você escolher, você vai comer muito bem em Pirenópolis. Só o que vai mudar é o estilo do restaurante, de acordo com o seu gosto.

Veja minhas sugestões abaixo:

Detália – Cozinha italiana com pratos deliciosos, bem servidos e apresentação impecável. 

Pillares – Restaurante com comida típica em sistema de buffet livre com comida feita no fogão a lenha

Haikai Jardim Gastronômico – Boa opção de comida japonesa na Rua do Lazer

Boca do Forno – Melhor pizza de Pirenópolis

Rosário 26 – Descontraído com mesas na calçada na Rua do Lazer, excelente opção para um chopp e quibe cru.

Venda do Bento – Restaurante rústico, com decoração de bom gosto e comida brasileira contemporânea.

Montserrat – Restaurante simples, porém com um cardápio honesto e com algumas delícias, como o filé com molho de mostarda.

Tempero do Rosário – Sistema de buffet livre, onde você vai comer as mais variadas delícias da comida típica do cerrado. Churrasco e sobremesas incluídos.

Empório do Cerrado – Comida brasileira contemporânea em restaurante bem decorado na Rua do Lazer. Massas e risotos deliciosos.

Culinária italiana e apresentação impecável dos pratos no restaurante Detália

Brasa & Fogo – Excelente opção para comer carne grelhada de qualidade e fora do Centro Histórico, mas bem pertinho. Ambiente agradável.

Bistrô Árabe – Essa é a pedida para quem gosta de culinária árabe.

Villa Dos Pireneus – Comida boa e vista incrível. Bom para passar o fim de tarde e ver o pôr-do-sol.

Samaria – Restaurante instagramável

Dinheiro x Cartão em Pirenópolis

Todos os comércios aceitam cartão, a cidade tem agências dos principais bancos, além de caixas eletrônicos em postos de gasolina e supermercados.

Algumas administrações das cachoeiras não aceitam cartão ou outro meio de pagamento que não seja dinheiro em espécie para as taxas de visitação. Sempre tenha pelo menos cinquenta reais por pessoa que esteja viajando com você.

A cidade conta com comércio abundante para compras de última hora.

Como se locomover em Pirenópolis – É preciso alugar carro?

As atrações de Pirenópolis podem ser divididas nas que ficam na cidade, as que ficam no Centro Histórico e aquelas que ficam nos arredores, nas rodovias e estradas vicinais.

Se você se hospedar próximo ao Centro Histórico e só for percorrer as atrações dessa região, não precisa alugar carro.

Porém, se você quiser explorar Pirenópolis de verdade, conhecendo atrações, restaurantes e cachoeiras fora da cidade, o carro é muito importante e sai mais barato do que pagar pelo transfer das agências.

Alugue seu carro aqui.

Vida noturna em Pirenópolis

Rua do Lazer à noite – Restaurante Rosário 26

A cidade fica bem cheia todos os finais de semana, ainda mais nos feriados prolongados, então a calmaria de Piri é temporariamente interrompida.

Como o perfil de quem frequenta a cidade é mais de casais e famílias, não têm boates em Pirenópolis, mas não falta diversão noturna por lá.

Restaurantes, bares, cervejaria e pubs costumam ter programação musical variada, de rock a MPB, passando, é claro, pelo sertanejo.

Caso não queira procurar muito, basta caminhar pelo Centro Histórico – principalmente na Rua do Lazer – e escolher o que mais te agradar.

Como se vestir/ O que levar para Pirenópolis

Para o dia, em qualquer época do ano, leve shorts, bermudas, camisetas, regatas, chinelos, chapéu ou boné, roupas de banho, protetor solar e repelente. Basicamente é isso que você vai precisar durante o dia por lá. 

Tênis ou botinha de trilha são altamente recomendáveis.

À noite, a temperatura é quase sempre amena, sem necessariamente fazer frio, mas por precaução leve um casaco de tricô fino ou uma jaqueta de sarja.

Existem alguns restaurantes elegantes em Pirenópolis, mas nenhum com alto nível de sofisticação, portanto não será necessário grandes produções. 

Salto alto é dispensável, pois as ruas são de pedra, em sua maioria..

Remédios/ Hospitais/ Seguro viagem

A cidade conta com um hospital estadual para atendimentos mais complexos e também com UPA e clínicas particulares.

Leve seus remédios de uso regular, principalmente os que necessitam de receita. Se não precisar e você tiver esquecido, a cidade conta com muitas farmácias.

Lembre-se sempre de utilizar protetor solar nas caminhadas pela cidade ou nas trilhas e cachoeiras, além de repelente em atividades em meio à natureza, principalmente no final da tarde.

Beba muita água, principalmente na época de seca, de maio a agosto, para evitar desidratação.

O seguro viagem, além de oferecer cobertura para urgências e emergências médicas, também oferece cobertura de bagagens perdidas ou extraviadas, assim como atrasos de voos.

Para fazer seu seguro viagem clique aqui.

Internet/ Telefone/ Comunicação

Internet e telefonia funcionaram em todos lugares do centro de Pirenópolis e nos passeios pelas cachoeiras.

Há wi-fi em quase todos os lugares e você não terá qualquer problema de comunicação em Piri.

Segurança em Pirenópolis

Olha, Pirenópolis é uma cidade pequena, de aproximadamente 25 mil habitantes, mas tem uma população flutuante grande, é próxima de grandes centros urbanos e é cortada por duas rodovias.

Durante o dia na maior parte da cidade e à noite no Centro Histórico, é bem tranquilo andar a pé e despreocupado. 

Já em outras áreas, a recomendação são os mesmos cuidados que temos no dia-a-dia: não andar em locais escuros, principalmente sozinho(a), não ostentar itens de valor e ter cuidado com objetos deixados dentro do carro.

Dúvidas, correções e atualizações, por favor deixe um comentário abaixo.

O que você precisa para sua viagem

Recentemente, retiramos todas as propagandas do Google do nosso site. Fizemos isso para proporcionar uma leitura mais prazerosa e sem interrupções para você. No entanto, precisamos monetizar o nosso site para continuar produzindo conteúdo de qualidade. 

Se o nosso conteúdo te ajudou, você pode nos retribuir a ajuda, contratando alguns dos serviços de viagem utilizando nossos links afiliados. Você não paga nada a mais por isso e nosso site recebe uma pequena comissão.

Obrigado e boa viagem.

Artigos úteis em viagens

Passagens aéreas

Hospedagem em qualquer lugar do mundo

Aluguel de carro em quase todos os países

Seguro viagem

Tickets, passeios e experiências

Passagens de ônibus no Brasil

Abraço

Jason Brum

Deixe uma resposta

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies