Brigas Durante Viagens: como surgem e como evitar.

0 644

Difícil alguém que não tenha brigado ou ao menos presenciado brigas durante viagens.

Me responda duas  perguntas. 

Você já brigou em alguma viagem? 

Já soube de alguém que já terminou amizades após um período viajando com amigos?

Putz, eu já caí no pau em viagens várias vezes, com amigos e com ex namoradas. Aliás, casais são os que mais brigam em viagens. 

Mas já foram tantos barracos, sério mesmo. Da quase chegar às vias de fato com um amigo em uma praça de Buenos Aires ou um quase querer matar o outro em um aeroporto de Bangkok. 

Já em outras viagens, as companhias foram tão boas que tudo fluiu perfeitamente.

Brigas durante viagens

Leia também: Conheça o jeito carioca de ser.

Por que as pessoas brigam tanto durante viagens?

O primeiro motivo é o CONVÍVIO!!!!! Às vezes você tem uma amizade legal com uma pessoa, encontra com ela nos finais de semana, toma umas cervejas, se diverte e ri de tudo. 

Mas você nunca conviveu com essa pessoa, nunca dormiu e acordou próximo dela durante vários dias.

Por exemplo, o tal amigo da quase briga em Buenos Aires já era meu amigo há 15 anos na época da viagem e continua sendo até hoje.

São 27 anos de amizade no total, mas a convivência e a discordância do que fazer na viagem quase arruinaram nossa amizade.

O segundo motivo são os gostos, objetivos e expectativas em relação à viagem, completamente diferentes.

O terceiro motivos das brigas durante viagens é culpar o outro por tudo que dá errado na viagem. 

Um motivo clássico das brigas, principalmente nas casas de praia, é alguém que não faz nada pra ajudar ou aquele que fica na aba dos outros.

As razões para brigas em viagens beiram o infinito, mas a pouca disposição para ceder quase sempre contribui.

Vamos ver agora tipos de pessoas e comportamentos que se juntarem por alguns dias, tem tudo para dar errado e causar brigas durante viagens.

Os opostos viajando juntos

NOTURNO x DIURNO

O cara que acorda religiosamente às 6 da manhã para curtir melhor o dia e o cara que quer aproveitar todas as baladas e chegar às 6 da manhã.

NOVIDADES X ZONA DE CONFORTO

Tem o cara que quer conhecer tudo de diferente que a cidade tem a oferecer e tem aquele que quer fazer tudo igual ao que ele faz em casa.

O primeiro quer conhecer monumentos, museus, parques, paisagens, provar novos sabores e viver novas experiências.

O segundo já chega procurando o restaurante brasileiro, querendo saber onde tem arroz com feijão e querendo comer no Mc Donalds

DESBRAVADORES X MEDROSOS

Brigas durante viagens

O desbravador quer conhecer a cidade inteira, andar de ônibus, trem metrô, pular de bungee jump.

Já o segundo, conhece os índices de violência da cidade, imagina tudo que pode dar errado na viagem e quer voltar para o hotel antes de escurecer.

AVARENTO x OSTENTADOR

O avarento quer ir a pé da Califórnia até Nova York, já o ostentador quer pegar táxi até ali para a esquina.

O ostentador quer almoçar e jantar nos melhores restaurantes da cidade. O avarento, se deixar, bota metade do café da manhã do hotel numa marmita.

ORGANIZADO X BAGUNCEIRO

O primeiro desfaz a mala, arruma suas roupas no armário do hotel, deixa tudo guardado e seca o banheiro após o uso.

O bagunceiro espalha todas as suas tralhas, deixa toalha molhada e cueca virada em cima da cama do organizado.

Aí filho, não tem amizade que resista.

SISTEMÁTICO x RELAXADO

O sistemático ou metódico vai viajar com todo seu roteiro definido, com datas, atrações e horários pré-estabelecidos e nem que Jesus volte à Terra, ele abre mão da sua programação. 

Já o desligado mal sabe o nome da cidade onde está. É o último a acordar, está sempre atrasado e nem sabe direito o que vai fazer no dia ou a razão de ter acordado cedo.

Agora imagina duas amigas viajando juntas, uma é certinha e a outra completamente despirocada.

A certinha vai falar assim: a viagem é uma oportunidade de conhecer novos lugares e pessoas e aumentar minha bagagem cultural.

A despirocada vai aproveitar que está longe de casa e fazer tudo o que lhe der na cabeça.

Ela vai usar drogas, beber até chegar engatinhando no hotel. Ela vai querer dar para o polonês que conheceu no hostel, para o africano que ela conheceu no voo, ela quer dar para o taxista indiano, ela quer dar o atendente do bungee jump, aliás ela quer dar saltando de bungee jump.

Mas tem alguns tipos que por si só não merecem ser companheiros de viagem de ninguém.

Leia também: Conheça uma das metrópoles mais seguras do mundo

Tipos de viajantes irritantes

O hipocondríaco:

A primeira preocupação do hipocondríaco começa antes mesmo da viagem. Ele vai procurar um posto de saúde e tomar vacina para tétano, febre amarela, varíola, sarampo, caxumba, catapora, gripe e frieira.

Quando chega ao destino, a primeira providência do hipocondríaco é se informar onde fica o pronto socorro mais próximo e se não tiver nenhum perto já é motivo pra ele surtar geral.

Quando ele vai desfazer sua nécessaire, dali não saem itens normais a qualquer viajante, como escova e pastas de dentes, perfume, pente, fio dental e shampoo. 

Se você é do tipo hipocondríaco, faça seu seguro viagem aqui.

Na nécessaire do hipocondríaco tem termômetro, aparelho de pressão, gaze, esparadrapo, band aid e remédios para curar desde enjôos até varizes. 

Se, quando voltar  de viagem, o hipocondríaco estiver resfriado, mesmo com todas vacinas que tomou, ele vai achar que está com a gripe suína, espanhola, febre amarela, febre aftosa ou com o mal da vaca louca.

A companhia que está ali, mas não está

Já viajou com uma pessoa que ficava com a cara enfiada no telefone o tempo inteiro? 

Instagram, Facebook, Whatsapp e esquece da viagem. 

Como ela não está ali mesmo, você nem precisa brigar ao vivo. Manda uma mensagem malcriada no whatsapp, daí a briga vai ser virtual.

Os que perdem tudo

Eu viajei duas vezes com uma amiga que eu brincava com ela dizendo que as palavras que ela mais dizia eram: esqueci e perdi. 

Logo chegamos ao próximo companheiro de viagem irritante.

O que pede tudo emprestado.

Porra, você arruma sua mala, pensa em tudo que você vai usar durante a viagem, daí quando chega no destino. 

Me empresta seu pente?

Me empresta o protetor solar?

Tem algum boné sobrando pra emprestar?

Caramba, esqueci  a escova de dentes.

Mas o pior tipo de companheiro de viagem é aquele que reclama de tudo, do frio, do calor, dos preços, de ter que andar, de ter que gastar, de ter que acordar cedo, do trânsito, da demora, da fila na imigração, da poltrona apertada no avião. 

Esse não tem jeito, é amizade desfeita, bloqueia logo no Instagram, Whatsapp para você nunca mais correr o risco de viajar com esse mala.

Como evitar brigas durante viagens

Brigas durante viagens
  • Se vai viajar um grupo grande de amigos, combine previamente que ninguém é obrigado a fazer tudo junto.
  • Se a maioria decidir fazer qualquer atividade, vá com a maioria ou faça algo por conta própria ou aproveite o dia para descansar no hotel.
  • Esse conselho vale também para grupos menores ou mesmo só duas pessoas viajando juntas.
  • Casais precisam combinar previamente o que cada um quer fazer durante a viagem e os dois devem ceder um pouco, quando o que a outra pessoa quiser fazer não agradar completamente.
  • Uma outra coisa que facilita para que o casal não tenha brigas durante a viagem é montar o roteiro juntos. O que não dá, é só uma pessoa planejar tudo e na viagem a outra pessoa ficar de cara amarrada ou arrumando briga porque não concorda com algum passeio.

Enfim, viagens não são baratas, e, muitas das vezes são planejadas com anos de antecedência, por isso planeje, combine, tenha paciência com as diferenças de personalidade e expectativas e, principalmente, ceda!

É isso aí pessoal, se identificaram com algum dos tipos apresentados aqui?

Já viajou com algum(a) amigo(a) assim? 

E você já teve brigas durante viagens?

Conta pra mim nos comentários.

Deixe uma resposta

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies