Meu livro: Imagem, Confiança, Sucesso – Como foi o processo de escrita

COMO A IMAGEM COMUNICA E CONQUISTA. GUIA COMPLETO PARA O HOMEM CONTEMPOR NEO

0 61

Saiba como foi o processo de escrita do meu livro, do que se trata, para quem é, e onde encontrá-lo.

Curso de consultoria de imagem e o início da pandemia

Era início de março de 2020 quando fiz o curso de Consultoria de Imagem Masculina com Alexandre Taleb, o maior consultor de imagem do Brasil. 

Eu era proprietário de uma loja de roupas até então e a intenção, ao fazer o curso que o Taleb promoveu no Hotel Nacional, no Rio de Janeiro, era aumentar meus conhecimentos e agregar valor aos serviços da minha loja.

meu livro

Uma semana depois começaram as medidas de distanciamento social por conta da Covid-19. Lockdown, todos em casa, medo da doença, incertezas quanto ao futuro, desespero…

Enquanto o mundo lidava com a doença, cada pessoa, cada família precisava lidar com os impactos diretos imediatos e as consequências futuras. O mundo não seria o mesmo.

No meu caso, durante um longo período, vivi um estado de letargia. Cumpri as medidas de isolamento, mas assim como boa parte das pessoas, eu não sabia o que fazer com aquele monte de tempo preso dentro de casa, a não ser limpar, organizar e jogar coisas fora. A casa nunca esteve tão limpa e organizada.

E o futuro?

Mas e o futuro? A vida, as contas, os compromissos… Eu simplesmente não conseguia pensar nisso. E quando conseguia, não sabia o que fazer. Não agia. Acho que a expressão barata tonta define bem esse período. Uma montanha russa emocional e bastante medo.

A loja se foi. A aceitação da derrota é um processo doloroso. 

Hoje, quando evito falar sobre o assunto, é muito mais por entender que eu não fui o único e que minhas perdas foram bem menos relevantes que as de outras pessoas e famílias. 

Então, quando me calo, é muito mais por respeito aos outros que tiveram perdas mais significativas. De patrimônio e de pessoas queridas que se foram por conta da doença. 

O início da escrita do meu livro

Diante daquele montão de tempo livre preso dentro de casa, quase sempre olhando para uma tela, um livro ou um balde e uma vassoura, decidi fazer algo que eu sonhava há muitos anos: escrever um livro.

E estava tudo ali na minha frente, tudo em mãos. O conhecimento adquirido em 12 anos trabalhando com moda, livros para consultar, tempo a vontade, computador e um balde uma vassoura. Afinal, se inspirar com um ambiente limpo e organizado é bem mais fácil.

Então no final de maio de 2020, mais de dois meses depois do início das medidas de isolamento social no Brasil, eu comecei a escrever as primeiras páginas do meu livro. De final de maio a final de julho, eu escrevi bastante e de repente parei.

Organizei bem o material, qual caminho seguir, fiz uma pesquisa com mais de 400 mulheres para saber a opinião delas sobre diversas questões do universo masculino, mas travei e não consegui escrever mais, uns dois meses depois de ter começado, mas bem longe ainda do fim.

As promessas de ano novo e a retomada da escrita do livro

Nada como uma virada de ano pra gente prometer que vai emagrecer, pagar e frequentar a academia, se alimentar melhor, gastar menos, colocar em prática planos há anos adormecidos… Enfim, tudo aquilo que todos nós já estamos cansados de saber.

Então decidi que meu livro teria que ficar pronto até dia 31 de janeiro de 2021. Nada de promessa que ficaria pronto em qualquer data do ano novo. Eu teria que concluir o livro em 31 dias.

Assim como na virada 2016/2017 eu decidi que iria emagrecer e emagreci, em janeiro de 2021 eu concluí o meu livro, conforme prometi nas resoluções de ano novo.

Que dia eu terminei? Dia 31 de janeiro, é claro. Como diz a Lei de Parkinson, tratamos de ocupar todo o tempo que nos é dado para a execução de uma tarefa…rs

Embora tenha me dedicado todos os dias e dias inteiros, se eu não fosse tão preciosista, teria terminado antes.

Mais um período com o livro paradão

Tem uma máxima no meio literário que diz que você precisa deixar o livro “descansar” para depois fazer uma revisão mais crítica. Muitas pessoas sugerem um tempo de 1 mês para que você se afaste e depois leia o livro novamente com a intenção de eliminar e/ou reescrever trechos que não agradaram ao escritor.

Esse tempo, dizem, é necessário para que você não olhe o seu livro com muito amor e apego, coisas naturais de quem o escreveu. Ou o extremo oposto, uma crítica ferrenha, achando tudo uma bosta.

O tempo de descanso do meu livro foi bem maior. Enquanto ele descansava, dois amigos e uma ex-namorada fizeram a leitura crítica dele para mim e deram diversas sugestões. Embora tais opiniões tenham sido muito valiosas, ainda precisava da opinião de um profissional do mercado editorial, que lesse o livro e pudesse emitir opiniões, não somente sobre o conteúdo em si, mas que me dissesse o quão comercial ele era e quais caminhos seguir dali em diante.

A leitura crítica feita por uma profissional do mercado editorial

Mais ou menos no meio de 2021, eu contratei os serviços da Laura Bacellar, profissional com mais de trinta anos de experiência, para fazer a leitura crítica do meu livro.

Aproximadamente uma semana depois, recebo o e-mail da Laura com o relatório sobre o meu livro. Foram mais de dez páginas com críticas, elogios e sugestões.

Além do relatório por escrito, a Laura marcou comigo uma reunião por vídeo-chamada de aproximadamente 1 hora, onde ela tirou algumas dúvidas e explicou melhor as sugestões apresentadas no relatório.

Para quem quiser, o site da Laura Bacellar é este e o Instagram é este.

O que eu precisava fazer depois da leitura crítica

Dentre as sugestões da Laura, as principais eram relacionadas ao público alvo do livro, ao título e às promessas que o livro entregava.

Pois é, o livro tinha um título bem ruim e que não era muito explicativo. Tampouco fazia qualquer promessa. 

“Tinha pra homem?”

Oi?

Sim, este era o título do livro. Embora houvesse ainda um subtítulo dizendo do que se tratava a obra, logo chegamos a conclusão de que não estava bom.

A razão deste nome são aquelas piadinhas que quase todo homem ouve quando foge do padrão comum e se veste com um pouco mais de capricho:

  • Vestiu rosa – Tinha pra homem?
  • Quadriculado – Já passou a festa junina.
  • Caprichou na produção – Quando sai assim volta?
  • Sapato de bico fino – É pra matar barata no canto da parede?
  • Foi à igreja de blazer – Vai pregar hoje?

Enfim, esses comentários que são meio estilo “tiozão do pavê” e que eu não tenho muita paciência, mas que ouvimos com frequência.

Pois bem, voltando para a evolução do processo de escrita e publicação do livro após a leitura crítica feita pela Laura, o projeto simplesmente estacionou novamente.

Eu precisava reler o livro e fazer as alterações que eu julgasse pertinentes, dentre àquelas sugeridas pela Laura e buscar outros profissionais para fazer a revisão gramatical, diagramação e capa.

Agora vai – Finalmente o livro foi finalizado

Dois anos se passaram entre a leitura crítica do livro e eu ter “pego” nele novamente para que ele fosse revisado e publicado.

No meio de 2023, finalmente “tirei a poeira” dos arquivos do livro no computador e fiz tudo o que era preciso. Desde alterações no conteúdo, inserção de imagens, divisão melhor dos capítulos, definição para qual público eu estava escrevendo, mudança de nome e capa.

Embora possa parecer que foi tudo muito rápido, afinal o livro já estava pronto, na verdade me tomou uns três meses.

Quais as opções de publicação e qual eu escolhi

Quem escreve um livro tem três caminhos para ter sua obra publicada, apresentados abaixo:

  1. Editoras: é o caminho mais tradicional, aquele que a gente vê em filmes e permeia nosso imaginário popular. O escritor incompreendido envia o original para uma editora e passa meses sonhando com a resposta que pode mudar sua vida, ou não.
  1. Gráficas: Não tem muito mistério aqui. O autor escreve e envia o material para uma gráfica que vai cobrar um valor estipulado e uma tiragem mínima para fazer o livro. A partir daí, você recebe a quantidade contratada e se vira para vender.
  1. Editora paga: Você envia o original. Se a editora aprovar, você paga para ter uma tiragem mínima do seu livro, você recebe uma parte e a editora promete que disponibilizará o seu livro nas principais livrarias do país e em lojas online.
  1. Sob demanda: Essa, talvez seja, a melhor maneira para que autores independentes lancem seus livros. Depois de ter o livro escrito, revisado, diagramado e com a capa pronta, basta enviar os arquivos para a editora e pronto. Em algumas horas o seu livro estará disponível para venda no site da editora.

Tirando o método tradicional, todos os demais, você pode contratar os serviços de revisão, diagramação e capa pela editora/gráfica, contratar por fora, ou, em último caso, fazer por conta própria.

Eu pesquisei todas as maneiras de publicar meu livro e entendi que, a melhor alternativa para o meu caso, era a auto-publicação sob demanda. E para isso, eu escolhi a UICLAP.

Imagem, Confiança, Sucesso – Do que se trata o livro e para quem é indicado

Como consultor de imagem masculina e por ter trabalhado com moda por 12 anos, acredito fielmente que através da nossa imagem conseguimos transmitir diversas mensagens ao outro. 

Com uma imagem pessoal bem cuidada, somos capazes de informar a um grupo que temos as qualidades necessárias e esperadas  para fazer parte dele. E isso vale para inúmeras situações do dia a dia, desde as relações mais convencionais, como as profissionais, de amizade e amorosas, até mesmo ao dar uma palestra, atender um novo cliente ou estando em uma fila de clientes premium de uma companhia aérea. Este último exemplo, eu conto uma história logo no início do livro.

Além da minha percepção da importância do tema, para escrever o livro eu recorri a inúmeras pesquisas realizadas no mundo inteiro, que só corroboraram sobre a relevância da imagem pessoal em diversos aspectos do indivíduo, inclusive sobre a confiança, autoestima e, consequentemente, sucesso.

O livro é para o homem adulto que tem um senso de inadequação no contexto social e/ou profissional no qual está inserido. Ou até mesmo para aquele homem que se sente bem nos ambientes que frequenta, mas acredita que pode melhorar.

Como o conteúdo do livro foi distribuído

Na introdução e no primeiro capítulo do livro, eu explico alguns conceitos sobre imagem pessoal, cito algumas pesquisas e conto algumas histórias, para que o leitor se contextualize e entenda a importância de cuidar da própria imagem.

No segundo capítulo, que é o mais longo, eu explico tudo sobre roupas, calçados e acessórios, dando dicas de usos e combinações.

A partir do capítulo três, até o nove, eu falo sobre trajes para festas, consultoria de imagem, biotipos, cores, estilos, onde comprar roupas, cuidados pessoais, vaidade, higiene, perfumes, trabalho, almoços e jantares de negócios, viagens, imagem online, redes sociais, aplicativos de mensagens e de namoro.

O livro conta ainda com três capítulos bônus onde eu apresento e comento uma pesquisa que eu realizei com mais de 400 mulheres acerca do universo masculino, onde abordei diversas questões sobre comportamento, relacionamento, sexo, vaidade, entre outras.

O livro termina com uma seção de dicas rápidas de imagem pessoal e perguntas e respostas. 

Durante todo o livro, sempre que achei pertinente, acrescentei diversas fotos para ilustrar e facilitar o entendimento por parte do leitor.

Onde comprar o livro e qual a vantagem de cada formato?

O livro está sendo vendido em três lugares.

Em formato de e-Book em PDF na Hotmart – Custa R$47,00 e as principais vantagens deste formato é que ele te dá acesso ao conteúdo imediatamente, tem ainda mais fotos e são todas coloridas.

Em formato e-Book para Kindle na Amazon – Também custa R$47,00 e a principal vantagem é ter a obra disponível no Kindle sempre que você precisar fazer uma consulta, além é claro, de também ter acesso imediato.

Como livro impresso no padrão 16×23 na loja da Editora Uiclap – Custa R$52,80 e é o formato ideal para quem não abre mão do livro de papel.

Em breve também terá a versão impressa sendo vendida na Amazon.

Para comprar o livro basta clicar nos links acima e, para me ajudar, voltar na loja que você adquiriu o livro e deixar um comentário. Positivo, por favor!!! rsrs

Como entrar em contato comigo?

Você pode deixar um comentário aqui neste artigo, visitar meu site www.jasonb.com.br , mandar um e-mail para contato@jasonb.com.br ou me seguir no Instagram.

Se você caiu neste artigo para entender a experiência de escrever e publicar um livro, espero que eu tenha ajudado. Caso tenha vindo pelo livro em si, aguardo a sua compra.

Em todo caso, ficarei feliz em responder teu comentário abaixo.

Abraço.

Jason Brum

 

Deixe uma resposta

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies