O que fazer em Bangkok

Veja o que fazer em Bangkok, o que fazer nos arredores e o que fazer a noite.

0 200

O que fazer em Bangkok? É o que você vai descobrir agora neste artigo.

As principais atrações de Bangkok são os templos budistas e Budas de todos os tamanhos, cores e posições. 

Além deles, existem palácios, feiras, mercados, shoppings, passeios de barco, shows bizarros e até uma linha de trem vira atração turística.

Não tem como ser indiferente à Bangkok, nessa cidade vibrante e colorida existe muito o que fazer e é isso que você vai conhecer agora.

Templos e palácios

Wat Saket – Golden Mount Temple

o que fazer em Bangkok

A estrutura pela qual Wat Saket é mais conhecida é sua colina de 80 metros de altura chamada “Monte Dourado” e a enorme cúpula dourada no topo dela. Já foi o ponto mais alto de Bangkok.

Para chegar ao topo da colina é preciso encarar 318 degraus, mas a vista lá de cima compensa e você verá a cidade em todas as direções.

No caminho para o topo você passará por uma sequência de grandes sinos de oração que os budistas tocam produzindo um som bem característico e profundo.

Horários: Todos os dias das 7:30 às 17:30h – Segundas das 7 às 19h.

Preços: 50 Bahts

Wat Traimit ou Buda de Ouro

O que fazer em Bangkok Wat Traimit
Wat Traimit

Este templo não é tão esplendoroso quanto outros mais famosos e visitados de Bangkok, no entanto é o único templo em que é permitido chegar próximo a uma estátua de Buda de valor.

Fica na Chinatown da cidade e o museu junto ao templo conta um pouco da história dos imigrantes chineses na Tailândia e a importância dessa imigração para a formação cultural tailandesa.

A estátua de ouro maciço é a maior do mundo confeccionada com esse metal nobre. Tem 3 metros de altura e estima-se que pese um pouco mais de 5 toneladas.

Horários: Todos os dias das 8 às 17h.

Preços: 100 Bahts para o museu + 100 Bahts para conhecer o Buda de ouro. O museu não abre às segundas.

Wat Arun

Vista do Wat Arun ao entardecer

Foi um dos templos que eu mais gostei, embora a travessia do rio tenha sido com bastante emoção. Explico!

O Wat Arun fica às margens do rio Chao Phraya e, se você estiver na outra margem do rio, que foi o meu caso, você paga umas moedinhas e um barco grande faz a travessia. 

É coisa rápida! Mas, como estava armando um temporal e ventando bastante, as águas do rio estavam formando umas ondas cabulosas. E foi exatamente nessas condições que o barco fez a travessia. 

Nessa hora até quem não é budista, mira na estátua do abençoado lá do outro lado do rio e faz suas preces.

O Wat Arun foi construído no século XVII e também é conhecido como o Templo do Amanhecer ou Templo da Alvorada e se difere dos demais templos por ter uma cúpula central em estilo quemer

Horários: Todos os dias das 8:30 às 17:30h

Preços: 100 Bahts

Wat Pho

O Wat Pho ou templo do Buda deitado, é um dos mais famosos da cidade, justamente pela estátua de Buda estar deitada, ser banhada a ouro e ter incríveis 46 metros de comprimento por 15 de altura.

É lá também que existem os 108 potes de bronze, onde as pessoas depositam em cada um deles uma moeda, que segundo a tradição busdista, dá sorte. 

Veja aqui um tour para conhecer os principais templos de Bangkok

Você não precisa guardar todas as moedas nos seus passeios, basta fazer uma doação de 20 Bahts para o templo, que eles te dão um potinho com as tais 108 moedas.

O Wat Pho é conhecido por ter sido a primeira faculdade da Tailândia, é lá inclusive, que as pessoas aprendem a fazer a thai massage, a famosa massagem tailandesa.

Horários: 200 Bahts

Preços: Todos os dias das 8:30 às 18:30h

Wat Phra Kaew e o Grand Palace

É uma das construções mais impressionantes da cidade e a que tem as regras de acesso mais rígidas.

O Wat Phra Kaew está localizado ao lado do Grande Palácio, antiga residência da monarquia tailandesa.

É por lá que fica o famoso Templo do Buda de Esmeralda, que é considerado o mais sagrado da Tailândia. 

O Wat Phra Kaew  foi concluído em 1784 e ainda hoje é usado como capela privativa do rei, sendo a única capela tailandesa na qual não residem monges.

Horários: 500 Bahts

Preços: Todos os dias das 8:30 às 15:30h

Existem outros templos budistas em Bangkok, porém são menores e menos importantes que esses da lista. 

Dicas e curiosidades

  • Nos templos budistas, você verá algumas placas com avisos que tatuagens de Buda não são bem vistas por lá. Logo, caso você tenha alguma em local exposto, seria prudente usar alguma roupa que cubra.
  • Dizem que a imagem de Buda não deve ser reproduzida em tatuagens, em objetos de decoração e similares, no entanto nas lojas de comércio popular e em Chinatown, você verá muitos Budas nos mais diferentes formatos e tamanhos, justamente em objetos de decoração.

MUITO IMPORTANTE: Em todos os templos budistas, é exigida vestimenta adequada. Isso quer dizer que ombros e joelhos não devem ficar de fora, não se pode usar calças rasgadas e não pode entrar com calça legging. Para mulheres, o adequado é uma calça, saia ou vestido que cubra o joelho. Homens podem entrar de bermuda, mas pelo menos que seja próxima ao joelho. De todos os templos, o mais exigente quanto a isso é o Wat Phra Kaew e o Grand Palace.

Outras atrações de Bangkok

Chinatown de Bangkok

Quando estiver montando o seu roteiro, tente combinar sua visita ao Buda de Ouro (Wat Traimit) com Chinatown. 

Eu conheci os bairros chineses em Toronto, Nova York e Vancouver, mas é claro que o de Bangkok é muito mais tumultuado, confuso e caótico do que esses outros. 

Não é o tipo de programa que agrada a todos os turistas, mas é uma oportunidade de ver um pedacinho de outra cultura dentro de um país que você já está visitando.

Khao San Road

Você encontra de tudo na Khao San Road

A Khao San Road é onde você vai ver a Tailândia caricata. 

Sabe quando você volta de uma viagem e as pessoas perguntam sobre aquelas coisas mais exóticas, que viram em algum filme, mas que não fazem parte, obrigatoriamente, da cultura local?

Então, essa é a Khao San. 

Quando eu voltei da Tailândia, muitas pessoas vinham com as perguntas na ponta da língua: Mas o que você comeu lá? Eles comem escorpião mesmo?

Mesmo que você não fique hospedado nesta região, ela precisa ser visitada, principalmente à noite, que é quando tudo acontece.

Olha, eu não curti muito o tumulto de lá não, mas jamais poderia ter deixado de visitar uma das atrações mais famosas de Bangkok.

Rambuttri Alley

É uma rua paralela a Khao San, que também tem suas excentricidades, mas é muito mais tranquila.

Foi nessa rua que eu fiquei hospedado, no Rambutri Village, com excelente custo-benefício e na parte mais sossegada da rua. 

Mas é do outro lado da Chakrabongse Road que ficam quase todas as lojas, restaurantes, lojas de massagem tailandesa, barracas de camelô, agências de viagens, estúdios de tatuagem e casas de câmbio. 

Tem até uma loja de cannabis.

Massagem tailandesa,

A Thai Massage é excelente e revigorante.

Não tem muito a ver com as massagens relaxantes que estamos acostumados por aqui, a massagem tailandesa é muito mais vigorosa. 

Entretanto, eu posso te garantir que vale muito a pena, principalmente no dia em que você chega de viagem e está moído ou moída do tempo dentro do avião.

Sucos de frutas

Na Rambuttri e na Khao San você verá diversas barracas de sucos de frutas, assim como em alguns passeios. As frutas mais comuns são manga, abacaxi e pitaya (chamada lá de dragon fruit). Os sucos são deliciosos e são um alívio para o calor abafado de Bangkok.

Passeio de barco

Como a cidade de Bangkok é cercada por um grande rio, inevitavelmente você passará por ele muitas vezes. 

Mas tente incluir em seu roteiro algum deslocamento feito de barco, ou mesmo um passeio ou jantar a bordo de uma das diversas embarcações que oferecem este tipo de passeio.

Faça um terno

Sabia que Bangkok é a terra dos alfaiates e dos ternos sob medida?

Então que tal aproveitar a oportunidade da sua estada na cidade e trazer um terno novo na mala? Mas cuidado, não vá aceitar qualquer indicação ou entrar em qualquer loja. 

Procure referências no Tripadvisor, por exemplo. Como eu não fiz nenhum, não posso fazer tal recomendação, mas encontrei esta loja com excelentes comentários.

Além de buscar informações, cuidado também para não aceitar uma cor exótica que você não vai ter coragem pra usar depois.

O que fazer próximo a Bangkok

Maeklong Railway Market –  Mercado do Trem

Sinceramente não sei se aquilo é um mercado ou uma feira, mas é algo totalmente surreal.

Comerciantes dos mais diversos produtos estendem a área das suas barracas sobre uma linha de trem ativa, inclusive com produtos e toldos. 

E como um balé sincronizado, todos vão levantando seus toldos e retirando seus produtos, quando o trem passa buzinando, pontualmente no mesmo horário todos os dias, para logo em seguida voltarem com seus produtos e abaixando os toldos assim que o trem passa.

Eu vi tudo isso, a partir da linha de trem mesmo, me espremendo quando o trem passou, mas a vista de cima do “balé”, fica mais fácil de entender a loucura que é o Maeklong Railway Market.

Neste vídeo você consegue ver as barracas recolhendo os toldos e voltando logo que o trem termina de passar.

Repare que as bacias de cortes de frango frescos estão quase sobre os trilhos da linha do trem

Mercado Flutuante de Damnoen Saduak

O mercado do trem e o mercado flutuante ficam longe de Bangkok e as duas atrações podem ser combinadas em um só passeio oferecido por diversas agências.

O Damnoen Saduak vale por ser uma atração exótica, afinal não é sempre que você vê comerciantes vendendo seus produtos em barcos a remo, inclusive preparando comida dentro desses barcos.

Os produtos vendidos no mercado são lembrancinhas para turistas e muita quinquilharia chinesa, que você encontra em outros pontos de Bangkok por um preço muito menor.

Uma coisa que eu achei bastante curiosa no mercado flutuante foi um homem com um lóris na mão, oferecendo para tirar foto. Como eu só tinha visto esse animal na tv, eu aproveitei a oportunidade.

Lóris lento

Quando cheguei de volta ao hotel resolvi pesquisar sobre o bicho, que eu nem sequer sabia o nome. Pois bem, o lóris é um dos poucos mamíferos venenosos da natureza. #estouvivo

Ayutthaya, a antiga capital da Tailândia

Os templos de Ayutthaya tem algumas imagens famosas, dentre elas, a do rosto de uma estátua de Buda entrelaçado pelas raízes das árvores e o Buda deitado com uma roupa laranja, famoso por ser cenário do personagem Sagat no jogo Street Fighter 2.

Ayutthaya fica a 70 km do centro de Bangkok e é um passeio que toma mais da metade do seu dia. Existem diversas opções para chegar até lá, van, ônibus urbanos com ar condicionado, trem e tour privativo.

Esta imagem aparece no cenário de Street Fighter 2

A minha opção foi a de tour privativo, que inclui te buscar em seu hotel, te levar até à antiga capital da Tailândia, os ingressos de todas as atrações, fazer o transfer entre os diversos templos, uma parada para almoço incluído no pacote e te levar de volta para o seu hotel.

Embora eu não possa dar opinião sobre as outras formas de chegar até Ayutthaya, o tour privativo foi bem tranquilo, confortável e o almoço, embora de aparência simples, estava bem gostoso.

Passeios por agências

Se você é daquelas pessoas que já gostam de ir viajar com tudo planejado e todos os passeios contratados, você pode se programar contratando os passeio abaixo. Você paga em real, consegue se organizar e quando chegar em Bangkok, não precisa mais se preocupar com isso.

O que fazer a noite em Bangkok

Bangkok tem restaurantes sofisticados, bares, boates e alguns rooftops famosos. 

Como eu não sou muito de curtir baladas, as minhas dicas serão mais suaves. Bom, entre elas está o Ping Pong Show, que eu não sei exatamente se “suave” seria o melhor adjetivo, mas, vamos à elas:

Sirocco Sky Bar e Restaurante

Começando pelo rooftop mais famoso de Bangkok, o Sirocco Sky Bar serviu de cenário para o filme “Se Beber Não Case 2”.

Fica no topo do luxuoso Lebua Hotel, tem bom atendimento, drinks incríveis e uma vista de tirar o fôlego do alto do seu 63º andar.

o que fazer a noite em Bangkok
Final da tarde no Sirocco Sky Bar & Restaurant

Não se engane com os preços lá de baixo. Bangkok pode ser extremamente barata, mas desfrutar de alguns dos rooftops mais famosos da cidade tem seu preço.

Se você quiser subir para desfrutar da vista, tirar algumas fotos e beber um drink, os preços vão de 900 a 1300 Bahts.  Isso dá entre R$130 e R$200. 

Nada muito diferente de bares semelhantes em Nova York, por exemplo. Mas, no caso de Bangkok, é bom avisar antes, pois como todo o resto é tão barato, a discrepância pode assustar ou te pegar desprevenido.

Vertigo Restaurante e Moon Bar

Ficam no topo do luxuoso Hotel Banyan Tree, no 61º andar. Apesar de ser bem menos famoso que o Sirocco, a vista também é deslumbrante, o ambiente é lindo e o atendimento desde que você coloca os pés dentro do hotel, é primoroso.

Os preços são bem mais caros que os da cidade lá embaixo (óbvio), mas parecem uma pechincha, se comparados com os preços do Sirocco. Os drinks vão de 490 a 550 Bahts.

Quando estive em Bangkok, o Vertigo foi minha escolha de rooftop para conhecer, mas como estava chovendo, acabei indo para o Vertigo Too.

Vertigo Too

O Vertigo Too fica logo no andar abaixo do seu “irmão” mais famoso. Embora seja um restaurante fechado, a iluminação do teto tenta reproduzir uma noite estrelada.

Aliás, toda a decoração é de muito bom gosto e o ambiente é bastante aconchegante.

Comida e drinks deliciosos.

Mais um andar para baixo funciona o Bay Yun, restaurante de comida cantonesa.

E se chover? 

Como são espaços ao ar livre, não funcionam caso esteja chovendo.

Como se vestir para visitar esses rooftops?

Esses restaurantes e bares, assim como alguns outros de Bangkok, recomendam dress code “informal, mas elegante “ ou “smart casual”. 

São proibidos chinelos e calçados abertos para homens. Shorts, bermudas, regatas, camisetas de time, assim como mochilas e sacolas são itens vetados.

Minha roupa foi um sapato loafer, calça jeans e camisa de manga longa. Não usei blazer.

Infelizmente eu não consegui tirar foto de corpo inteiro.

Ping Pong Show

Uma das atrações mais polêmicas de Bangkok, que desperta as mais diversas reações, como repulsa, medo, nojo, risos, incredulidade, espanto, pena ou excitação é o Ping Pong Show.

Esta é uma atração proibida na Tailândia, mas acho que tal proibição é para dar mais emoção na hora de se embrenhar pelos guetos de Bangkok. 

A verdade é que chegando ao lugar certo, é muito fácil encontrar casas de show que promovem tal espetáculo de bizarrices.

Neste post eu explico detalhadamente o que é o proibido Ping Pong Show, como chegar lá e algumas dicas de segurança.

Onde comer em Bangkok

Bangkok é uma cidade imensa, tem restaurantes muito sofisticados e tem também comida de rua de qualidade.

Como os gostos e os bolsos são muito diferentes para cada tipo de turista, em Bangkok especificamente, eu vou deixar essa escolha por sua conta, mas não sem antes passar algumas informações.

Para você ter uma ideia da diversidade e qualidade dos restaurantes de Bangkok, a cidade tem 6 restaurantes com duas estrelas Michelin, 27 restaurantes com uma estrela e 70 com a classificação Bib Gourmand. 

Só a título de comparação, São Paulo, que é a cidade brasileira com mais restaurantes no Guia Michelin, tem 2, 7 e 31 respectivamente em cada uma das classificações.

Se você torce o nariz para comida de rua, saiba que em Bangkok tem um restaurante de rua, classificado com 1 estrela Michelin. Isso deve deixar muito chef formado pela Cordon Bleu se roendo de inveja, ou no mínimo se perguntando: como?

Este restaurante é o Jay Fai e ele aparece no programa da Netflix, Street Food Ásia, episódio 1, Bangkok. Veja antes de viajar para a Tailândia.

Comida de rua com 1 estrela Michelin. Este é o Jay Fai

O Jay Fai fica relativamente perto do Wat Saket – Golden Mount Temple. Se você se interessar em provar a comida do Jay Fai, pode visitar o templo no final da tarde e depois ir a pé ate o restaurante.

Aliás, se você se aventurar por outros países do sudeste asiático, tem no documentário sobre comida de rua, Singapura, Filipinas, Vietnã e Indonésia.

Que tal jantar a bordo de um barco navegando pelo rio Chao Phraya? Clique aqui e saiba mais

O que você precisa para sua viagem

Recentemente, retiramos todas as propagandas do Google do nosso site. Fizemos isso para proporcionar uma leitura mais prazerosa e sem interrupções para você. No entanto, precisamos monetizar o nosso site para continuar produzindo conteúdo de qualidade. 

Se o nosso conteúdo te ajudou, você pode nos retribuir a ajuda, contratando alguns dos serviços de viagem utilizando nossos links afiliados. Você não paga nada a mais por isso e nosso site recebe uma pequena comissão.

Obrigado e boa viagem.

Passagens aéreas

Hospedagem em qualquer lugar do mundo

Aluguel de carro em quase todos os países

Seguro viagem

Tickets, passeios e experiências

Passagens de ônibus no Brasil

Itens de viagem

Abraço 

Jason Brum

Deixe uma resposta

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies