17 dicas de como economizar nos aeroportos

Se você também acha um absurdo os preços nos aeroportos, leia todo o artigo e aprenda a economizar nos aeroportos.

0 217

7 reais em uma garrafinha de água? 

Com 7 reais dá quase pra comprar um garrafão de 20 litros. 

Mas, se você vai viajar de avião, deve estar preparado para encarar os preços nos aeroportos. Ou você pode seguir algumas dicas que vou dar neste artigo de como economizar nos aeroportos.

O brasileiro passou a viajar mais de avião

Desde a implementação do Plano Real em 1994, a economia brasileira começou a se estabilizar.

Com a hiperinflação que assombrava a todos nós dominada, o país se modernizando em inúmeras áreas, atraindo investimentos estrangeiros e aumentando a concorrência em diversos setores, vários produtos e serviços antes exclusivos às elites, passaram a ser consumidos pelas classes sociais menos favorecidas, dentre eles as viagens aéreas.

O brasileiro passou a viajar mais de avião desde então. O maior salto se deu a partir de 2001/2002 com a entrada da companhia aérea Gol, que implementou promoções agressivas, como a famosa passagem a 1 real, que deu o que falar, mas principalmente quebrou um paradigma, fez com que brasileiros que nunca tinham pensado em viajar, começassem a acreditar que era possível.

A companhia aérea que entrou no mercado com o conceito de low cost/low fare, até então desconhecido dos brasileiros, causou uma revolução no mercado da aviação comercial no país e “tirou” muita gente das rodoviárias e “colocou” nos aeroportos.

Mas muito dessa nova demanda se assustou com os preços nos aeroportos, afinal de contas, pagar quase 20 reais em um misto quente ou 12 reais em uma xícara de café com leite não é para qualquer um.

A questão é que aeroporto é caro no mundo inteiro.

Seja você de qualquer classe social, se está habituado a viajar de avião, viaja esporadicamente ou vai viajar pela primeira vez de avião e acha que os preços nos aeroportos são absurdos, esse artigo é para você que quer saber como economizar nos aeroportos.

Bom, se você já é igual ao Julius, nossa foto de capa desse artigo, você já deve ter suas técnicas de como economizar nos aeroportos. Conta pra mim nos comentários.

Por que comer e beber é tão caro nos aeroportos?

Existem alguns fatores que explicam o porquê dos preços nos aeroportos serem mais caros do que em outros lugares, como centro da cidade (rua), shoppings e rodoviárias, mas os 4 principais, segundo os próprios lojistas são:

  • Maior custo de aluguel, se comparado a essas outras áreas
  • Adicional noturno de funcionários, principalmente se a operação é depois das 22h
  • Repasse de um percentual sobre as vendas à administração do aeroporto
  • Menos opções, menor concorrência, maiores preços 

Segundo o levantamento feito por alguns veículos de imprensa como o Zero Hora e o  Jornal Nacional, alguns preços chegam a custar 3 vezes mais nos aeroportos.

É, faz sentido, o comerciante precisa lucrar. Ok! Porém cada um com suas necessidades e prioridades. Ele quer lucrar, você quer economizar e assim a gente vai seguindo pacificamente.

Mas… 

Um misto quente, que é uma fatia de pão de forma, manteiga, uma fatia de queijo, uma fatia de presunto e mais uma fatia de pão de fôrma pra fechar a conta e passar a régua custar “20 conto” não rola. 

Uma cerveja long neck custar 20 pratas? Desculpa, mas eu não frequento baladinhas da moda, não pago.

Então se você fica indignado ou indignada, como eu fico, e quer economizar nos aeroportos e deixar para gastar melhor o seu dinheiro no destino da sua viagem, acompanhe essas 17 dicas de como economizar nos aeroportos.

17 dicas de como economizar nos aeroportos

1 – Faça uma boa refeição antes de sair de casa

 

Essa é uma dica bastante óbvia, de estômago forrado a probabilidade de você sentir fome ou se render às tentações das vitrines das lanchonetes é menor.

Eu sei que precisamos chegar com bastante antecedência aos aeroportos, principalmente para voos internacionais, mas essa deve ser sua primeira atitude para aprender como economizar nos aeroportos.

2 – Leve alimentos pequenos e leves para lanchar

As sugestões são frutas, como maçã (clássica), pera ou banana. Excelentes opções também são frutas desidratadas, como uva e banana-passa ou castanhas.

Barrinhas de cereais também ocupam pouco espaço, são leves e ajudam a enganar o estômago. Biscoitos ou bolachas (depende de como você chama) também cabem numa mochila ou bolsa.

Se você precisa de um pouco de “sustância”, faça em casa e leve para o aeroporto, sanduíches com frios ou pastas.

Olha, todas essas opções são como indicadas no título, pequenas e leves. No entanto, se você quer levar uma marmita, um tupperware da sua mãe cheio de comida, se joga migs, o negócio é não passar fome e criar maneiras de como economizar nos aeroportos.

Cuidado: Se o seu voo for internacional, certifique-se de comer antes de chegar ao destino qualquer coisa que você tenha levado, principalmente frutas ou qualquer produto não industrializado. Caso esteja se aproximando do destino e você ainda não tenha comido tudo, descarte quando as comissárias passarem recolhendo o lixo. Chegar a outro país com alimentos de origem vegetal ou animal não processados é dor de cabeça na certa.

3 – Leve sua própria água

 

Mais uma dica daquelas muito manjadas, mas que ninguém lembra. Leve uma garrafinha de água de casa, mesmo que seja vazia. Daí é só encher nos bebedouros dos aeroportos.

Se o seu voo for internacional, é proibido passar pelo controle de segurança com qualquer líquido acima de 100ml, mas isso é simples de resolver: beba ou jogue a água fora, passe pelo controle e depois encha sua garrafinha na sala de embarque.

4 – Leve seu próprio entretenimento

Ok, eu sei que hoje em dia, o entretenimento da esmagadora maioria das pessoas já está na palma da mão, o smartphone. Mas se você fizer parte da minoria ou se cansar rápido de ficar vendo a vida alheia nas redes sociais, talvez seja uma boa ideia levar algo para passar o tempo.

Aproveite para terminar aquele livro que você começou e parou na página 80 ou mesmo faça algum trabalho no laptop ou jogue palavras cruzadas

Entreter-se enquanto aguarda, fará com que você não fique dando voltas pelo aeroporto, diminuindo a possibilidade de cair em tentações.

Veja aqui uma lista com os 31 melhores livros de viagens.

5 – Programe-se para comer antes de ir para a sala de embarque

 

Caso você não tenha levado nenhuma guloseima e tenha batido aquela fome, tente comer antes de passar pelo controle de segurança e ir para a sala de embarque. 

É que as comidas e bebidas costumam ser menos caras na área externa dos aeroportos.

Outras dicas para você economizar nos aeroportos, além da alimentação

6 – Use uma sala vip se você tiver direito gratuito

Bom, esse é o tipo de benefício que ninguém esquece que tem, mas caso você seja uma pessoa distraída, estou aqui para lembrar que cartões de crédito, segmentos premium de alguns bancos e se você viaja de executiva, verifique se você tem direito ao acesso gratuito a algum lounge do aeroporto.

Tem dois artigos bem bacanas aqui no blog, um é o “O que são Salas Vip e como ter acesso a elas” e “Os melhores cartões de crédito para ter acesso às salas vip”.

Ah, essa dica acima é caso você tenha direito a acesso gratuito. Se tiver que pagar, você não vai economizar nos aeroportos.

7 – Utilize transporte público quando possível

Os aeroportos brasileiros não são exatamente bons exemplos de integração com transporte público de qualidade e seguro, mas existem algumas boas opções como Curitiba com o ônibus executivo, Santos Dumont com o VLT e Guarulhos com opções de ônibus e trem.

Já em diversos destinos internacionais essa integração funciona bem melhor.

Bom, nem é preciso dizer que chegar e/ou sair de qualquer aeroporto é muito mais barato de transporte público do que de táxi ou UBER.

8 – Se for despachar bagagem, compre com antecedência pelo site da companhia aérea

Verifique no site da companhia aérea a franquia de bagagem para o seu voo e, se precisar despachar, trate de comprar pelo próprio site com antecedência, pois na hora é sempre mais caro.

9 – Tente viajar somente com bagagem de mão

As companhias aéreas geralmente oferecem uma franquia de bagagem de mão de 10 Kg, mais uma bolsa ou mochila. Sempre que possível viaje só com isso!

Lembrando que na bagagem de mão não podem ser levados objetos pontiagudos e cortantes, entre outros. Não adianta nada saber como economizar nos aeroportos se você tiver que jogar fora alguma tesourinha ou alicate que custou caro.

10 – Tenha uma balança de mão e pese a mala antes

Pese a sua mala em casa antes de ir para o aeroporto e, se você for de comprar lembrancinhas no destino, lembre-se de deixar uma margem de segurança para o voo de volta e pese novamente a mala no dia do retorno.

Caso o peso da mala de mão, ou mesmo de alguma bagagem despachada, tenha excedido, você pode simplesmente tirar alguma coisa, ou vestir alguma peça de roupa mais volumosa e pesada, que esteja na mala.

O excesso de peso, mesmo que seja só 1 ou 2 Kg, pode aumentar bastante seus gastos no aeroporto.

Você pode comprar uma balança de mão aqui.

11 – Verifique se o seu hotel oferece serviço de transfer gratuito

 

Muita gente não sabe e não verifica se o hotel onde vai se hospedar oferece transporte gratuito de e para o aeroporto.

Não seja essa pessoa, veja no e-mail de confirmação, no site do hotel, na página do hotel no Booking e, em último caso, mande um e-mail ou ligue para o hotel perguntando.

12 – Busque por estacionamentos mais baratos

 

Caso você precise ir de carro para o aeroporto, tente encontrar tarifas promocionais ou estacionamentos mais baratos.

Alguns aeroportos brasileiros só tem a opção do estacionamento do próprio aeroporto, mas mesmo assim alguns deles oferecem tarifas mais em conta em determinadas áreas ou em terminais mais distantes. 

Já em Curitiba, existem muitos estacionamentos particulares nos arredores do aeroporto que oferecem transporte gratuito em vans até o terminal para seus clientes.  

A grande concorrência, faz com que Curitiba seja uma das cidades mais baratas para ir com o próprio carro para o aeroporto.

13 – Como economizar nos aeroportos: Não faça câmbio nos terminais

Essa dica é somente para voos internacionais.

Caso você esteja viajando para o exterior, a melhor opção é sempre comprar dólar ou euro em casas de câmbio na sua cidade, nunca no aeroporto, que é onde se praticam as maiores tarifas, salvo raríssimas exceções pelo mundo.

Se você precisar de algum dinheiro trocado quando chegar ao destino e não tenha a moeda do país, troque somente uma pequena quantia no aeroporto de chegada e deixe para trocar o restante na cidade.

14 – Controle o impulso nas lojas duty-free

Como economizar nos aeroportos se o caminho da maioria deles nos obriga a passar no meio dessa tentação chamada freeshop?

Compre somente se você for usar na viagem, se realmente estiver precisando de um determinado item e que este item esteja mais barato no free-shop. 

Não se engane, nem sempre os freeshops têm os melhores preços. Você tem um pesquisador na mão, utilize seu celular e faça pesquisa de preços.

15 – Tenha itens de higiene pessoal à mão

Tenha na sua bolsa ou mochila, pelo menos desodorante, escova e pasta de dente. Claro que isso pode ser comprado nos aeroportos se você esquecer, mas minha intenção aqui é te ensinar como economizar nos aeroportos.

Alguns itens de maquiagem para te salvar de chegar com aquela cara de zumbi, também podem estar ao alcance das mãos.

16 – Não compre miniaturas

como economizar nos aeroportos

Existem miniaturas de quase todos os itens de higiene pessoal, no entanto, embora sejam práticos e até bonitinhos, isso faz aumentar seus gastos de forma desnecessária.

Tenha embalagens pequenas e encha com seus produtos habituais de tamanhos normais que você já tem casa.

Compre aqui frascos pequenos de viagem.

17 – Por último, simplesmente não compre tranqueiras no aeroporto

Sabe aquele monte de pequenas bugigangas, tranqueiras e inutilidades que todos nós compramos em viagens? 

Então, compre no seu destino, nunca no aeroporto.

Ah, esqueceu aquela lembrancinha de viagem para alguém muito importante e já está no aeroporto de volta? 

É, nesse caso, compre um chaveirinho 5 x mais caro que naquela feirinha clássica que tem em toda cidade turística, como a Feirinha Beira Mar de Fortaleza ou a feirinha da Passarela do Álcool de Porto Seguro

Ah, se tudo falhar e você não souber como economizar nos aeroportos, cole uma foto dessas no seu cartão de crédito. Certeza que o Julius vai te lembrar de não gastar seu dinheiro a toa.

Se você gostou das dicas ou tenha alguma outra dica de como economizar nos aeroportos, deixe um comentário abaixo, responderei com prazer.

 

Deixe uma resposta

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies