29 Praias do Rio de Janeiro para você conhecer

Das mais conhecidas e populares, até as mais selvagens e privadas. Você vai adorar conhecer essa lista de 29 praias da Cidade Maravilhosa.

0 200

O litoral do estado do Rio de Janeiro é o terceiro maior do país, perdendo somente para a Bahia e o Maranhão e, embora, tenhamos praias lindas no restante do estado, principalmente as de Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio e Ilha Grande, neste artigo vou tratar somente das praias da capital fluminense, da cidade do Rio de Janeiro.

O litoral da capital do RJ também tem grande extensão e conta com diversas praias para todos os gostos, desde as mais selvagens e pouco acessíveis, até as mais urbanas e famosas, como Copacabana, que é referência no mundo inteiro.

Se você quiser saber mais sobre a cidade, pode também navegar por um dos artigos abaixo:

A ordem que as praias vão aparecer abaixo, vão das mais próximas do centro da cidade, ainda na Baía de Guanabara, passando pela Zona Sul, pelas mais famosas da Zona Oeste, até as últimas da cidade, já na Barra de Guaratiba.

Então, pronto para maratonar por todas as praias do Rio de Janeiro?

Praias do Rio de Janeiro na Baía de Guanabara

1 – Praia do Flamengo

Praias do Rio de Janeiro

Para quem desembarca no aeroporto Santos Dumont e se dirige à Zona Sul pelo Aterro do Flamengo já vai passar pela primeira em nossa lista de praias do Rio de Janeiro, a Praia do Flamengo.

A Praia do Flamengo embora não seja vista por quem passa de carro pelo Aterro tem extensa faixa de areia e é excelente para pegar um sol, praticar algum esporte, mas infelizmente não é boa para o banho.

2 – Praia de Botafogo

Seguindo um pouco mais adiante, vem a Praia de Botafogo. Ela não tem ligação pela areia com a vizinha do Flamengo. Para chegar até ela, é preciso caminhar ou pedalar pela ciclovia, mas é pertinho.

Tem faixa de areia larga, é bem movimentada, no entanto padece do mesmo mal da praia anterior, por ser uma praia da Baía de Guanabara, não te aconselho a se arriscar na água.

3 – Praia da Urca

A Urca é um bairro bem no cantinho da cidade. Por ser um bairro militar e com somente uma entrada e uma saída, é considerado um dos bairros mais seguros do Rio.

Apesar de ser uma ponta toda cercada pelo mar e pela Baía de Guanabara, a Praia da Urca é um pequeno pedaço de areia entre a Av. Portugal e a João Luís Alves e entre as famosas muretas da Urca.

Ainda é uma praia da baía, mas por ser mais próxima ao mar, muita gente se arrisca a se banhar nas águas por lá. Fica disputada nos finais de semana de sol.

4 – Praia de Dentro

A Praia de Dentro ou Praia do Forte já fica dentro das dependências do Exército e para acessar a praia é preciso ser militar. 

Caso você esteja turistando pelo Rio e seja militar, você pode visitar a praia. Só não sei se tem exigência de alguma patente mínima. Eu já entrei com um tenente-coronel e com uma sargento.

É a última praia da nossa lista ainda dentro da Baía de Guanabara, daí seu nome, Praia de Dentro. Você vai entender melhor na próxima.

Praias da Zona Sul

5 – Praia de Fora

A Praia de Fora já é de frente para o mar aberto, tem areia branca e é quase selvagem, embora esteja no coração da cidade. 

O que faz com que a Praia de Fora mantenha a calma, a beleza e limpeza é justamente um empecilho para a maioria dos mortais. Seu acesso, assim como a Praia de Dentro, só é possível para militares.

Atualização: Existe uma carteirinha emitida pelo Exército que permite o acesso a civis, mas segundo as informações que apurei, precisa ser indicado por algum militar ou ser morador do bairro. Enfim, não é coisa simples.

6 – Praia Vermelha

A Praia Vermelha também fica no bairro da Urca, no final da Avenida Pasteur (a principal do bairro), que é a avenida de entrada e saída da Urca e que leva até à estação de embarque do bondinho do Pão de Açúcar.

Já é uma praia de mar aberto, mas bem calminha, tem areia um pouco mais escura e costuma ficar tranquila dia de semana. Excelente lugar para ver o nascer do sol por trás da cidade de Niterói.

No mapa acima é possível ver as 4 praias da Urca.

7 – Praia do Leme

Saindo da Urca e atravessando o Túnel do Leme, você chegará na Avenida Princesa Isabel. Seguindo adiante em direção ao mar, à esquerda fica o bairro do Leme, pequeno e espremido entre o mar e o morro, e à esquerda fica o bairro de Copacabana.

A Praia do Leme, embora divida a faixa de areia com sua vizinha muito mais famosa, tem a extensão muito mais curta. Vai da Avenida Princesa Isabel até a Ponta do Leme ou Mureta do Leme.

Praias do Rio de Janeiro

É bastante movimentada nos dias de calor.

8 – Praia de Copacabana

E eis que chegamos à praia brasileira mais famosa no mundo, a Praia de Copacabana. 

A praia da queima de fogos, que também é uma das festas de reveillon mais conhecidas do planeta, a praia onde fica localizado o Belmond Copacabana Palace, o hotel mais icônico do Brasil, que já recebeu centenas de celebridades e a praia onde acontecem mega shows, como dos Rolling Stones em 2006, que reuniu quase 1,5 milhões de pessoas.

A Praia de Copacabana tem faixa de areia extensa em comprimento e em largura e em suas areias existem muitas atividades esportivas, culturais e de lazer. 

Seu calçadão, que conta com ciclovia e pista de corrida, também é onde as pessoas caminham, batem papo, ou param em algum das dezenas de quiosques para uma água de coco ou uma cervejinha 

Você encontra de tudo na praia de Copacabana, de bom e ruim. É uma região da cidade bastante policiada, principalmente pelo BPTur, o batalhão de polícia especializado em atendimento ao turista.

Praias do Rio de Janeiro

Mesmo sendo um lugar bem movimentado e policiado é sempre bom ter certos cuidados, principalmente de madrugada.

A grande verdade sobre Copacabana (o bairro) é que já não goza mais do glamour do passado, pra não dizer que é decadente. E a praia, embora famosa, existem muitas opções melhores nessa lista das praias da cidade do Rio de Janeiro.

Neste post eu dou algumas dicas de segurança para o Rio de Janeiro.

9 – Praia do Arpoador

A Pedra do Arpoador e a praia homônima é uma das áreas mais “legalizes” da cidade. Ah, o Posto 9 de Ipanema também, mas não se empolgue, “dar um tapinha”, apesar de parecer que não, continua sendo proibido no Brasil. Importante avisar, principalmente para os turistas gringos.

Mas, voltando a falar da praia, é outra curtinha, que fica num cantinho e divide sua faixa de areia com a vizinha Ipanema. Nos dias de verão, costuma ficar menos cheia que Ipanema.

Da Pedra do Arpoador se tem uma das mais belas vistas do pôr-do-sol do Rio de Janeiro e onde a galera “good vibes” se reúne e aplaude a despedida do astro-rei.

10 – Praia de Ipanema

A Praia de Ipanema tem longa faixa de areia e é onde a orla carioca começa a ficar um pouco mais elitizada.

A Praia de Ipanema é famosa por abrigar o trecho mais diverso e gay friendly do litoral carioca, que é a região da Rua Farme de Amoedo.

Já na rua seguinte, a Vinícius de Moraes, é onde foi composta a música brasileira mais gravada no mundo inteiro: Garota de Ipanema ou Girl From Ipanema, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes.

A praia também é conhecida pela galera bonita que bate cartão por lá, pelas rodas de altinho, vôlei e frescobol.

O tal posto 9, da Praia de Ipanema,  ganhou fama há mais de 20 anos por conta do “Verão do Apito”, quando a galera começava a apitar, no intuito de avisar pessoas que estavam fumando maconha, sempre que policiais passavam pela areia.

11 – Praia do Leblon

Se você é turista e acha que carioca encontra com artistas a cada esquina e deseja esbarrar com algum famoso, é na Praia do Leblon, ou pelas ruas do bairro que você terá maiores chances de sucesso.

O Leblon é um dos melhores trechos de areia da Zona Sul para quem quer curtir a praia. Embora também fique bem cheia em finais de semana do verão, é bem menos tumultuada que Ipanema e Copacabana.

Na Praia do Leblon também estão localizados os melhores quiosques da orla, como o La Carioca e o Baixo Bebê.

12 – Praia de São Conrado

Atravessando a belíssima Avenida Niemeyer, chega-se ao bairro de São Conrado. 

São Conrado é um bairro pequeno, também apertado entre o mar e a montanha. Na parte “dos fundos” está localizada a Pedra da Gávea, onde fica o local chamado de Pedra Bonita, onde existe a principal rampa de voo livre da cidade, de onde os atletas saltam para pousarem justamente na Praia de São Conrado.

Também em São Conrado fica a famosa Favela da Rocinha, uma das maiores do mundo e um dos shoppings mais elitizados da cidade, o São Conrado Fashion Mall e o famoso Hotel Nacional, com sua construção redonda e linda vista.

Voltando a falar da Praia de São Conrado, que também é chamada de Praia do Pepino (não sei o motivo), é uma excelente opção para quem quer fugir das praias mais concorridas da Zona Sul.

Praias da Zona Oeste

13 – Praia da Joatinga

Finalizando a lista de praias da Zona Sul, a primeira praia da Zona Oeste é pequena, curtinha, escondida e quase exclusiva. 

É que ela fica dentro de um condomínio, mas que pode ser acessada por qualquer cidadão, desde que se identifique na portaria e avise que se destina à praia.

A Praia da Joatinga é linda e uma delícia de curtir, principalmente durante a semana.

Para chegar lá, basta colocar no GPS “Praia da Joatinga”, ou informar esse destino ao chamar o UBER.

Também dá para chegar até lá de ônibus que passe pela estrada do Joá. Pergunte ao motorista onde descer, ou se oriente pelo GPS.

14 – Praia da Barra da Tijuca

Praias do Rio de Janeiro

Chegando ao bairro dos super-condomínios, dos novos ricos e onde os cariocas da Zona Sul acham longe pra caramba, a Barra da Tijuca.

A partir de agora, temos a mais longa faixa de areia contínua dividida em 3 praias: Barra, Reserva e Recreio.

A Praia da Barra tem o trecho mais elitizado e com gente bonita entre a Avenida Érico Veríssimo e a badalada Olegário Maciel. É nesse trecho que fica a famosa e clássica Barraca do Pepê, que até já virou Praia do Pepê e diversos outros quiosques e beach clubs.

A orla da Barra é longa, tem inúmeros hotéis, bares, restaurantes e quiosques. Qualquer lugar que você parar, estará bem parado.

Eu escrevi um texto bem-humorado contando um pouco sobre o jeito de ser carioca.

15 – Praia da Reserva

Quando as pistas da Avenida Lúcio Costa se estreitarem e passarem a ser de mão dupla, é onde começa a Praia da Reserva.

Apesar de ser entre dois bairros bem populosos (Barra e Recreio), a Praia da Reserva fica bem mais vazia que suas vizinhas, justamente por ser uma reserva ambiental e ter bem menos vagas de estacionamento e por não passar ônibus nesse trecho.

É uma excelente opção para quem gosta de praias com menos agito. 

Além dos vendedores ambulantes, que não deixarão você passar fome ou sede, a Praia da Reserva conta também com alguns quiosques em toda sua extensão.

Praias do Rio de Janeiro
Casamento realizado em um fim de tarde na Praia da Reserva

16 – Praia do Recreio

O bairro do Recreio tem edifícios menores na orla, isso é importante pois não faz sombra na praia e você pode curtir o sol o dia inteiro.

O trecho entre o final da praia da Reserva (posto 9) e a Avenida Gláucio Gil, costuma ser o melhor trecho, pois fica bem menos cheio nos dias de verão.

A partir da Av. Gláucio Gil em direção ao Pontal, a praia fica lotada nos finais de semana de verão.

17 – Praia do Pontal

“Do Leme ao Pontal, não há nada igual…” 

Tim Maia marcou dois extremos imaginários do litoral carioca, mas na verdade ainda tem mais praias (até melhores) e a Praia do Pontal em si é uma extensão da Praia do Recreio, um pouco mais recuada e protegida das ondas, mas ainda assim, Praia do Recreio.

18 – Praia da Macumba

Chegamos à última praia mais urbanizada do Rio de Janeiro. Na verdade, a Praia da Macumba é uma transição entre o urbano e o selvagem, sobretudo em sua parte final, em frente ao Camping Clube e próximo ao canal.

É uma delícia curtir um final de tarde neste trecho. Embora você esteja muito perto do que tem de melhor nas praias da cidade do Rio de Janeiro.

Praias Selvagens do Rio de Janeiro

19 – Praia do Secreto

É uma praia que depende das marés. Às vezes se formam piscinas entre as pedras, mas as correntes também podem ser bem perigosas.

20 – Prainha

Ah, agora sim estamos chegando no trecho mais lindo do litoral carioca, onde se encontram duas das melhores praias do Brasil e mais algumas praias da cidade do Rio de Janeiro.

A Prainha, como o próprio nome já sugere, é uma praia curtinha, entre paredões e bastante frequentada por surfistas. Mas isso não impede de qualquer banhista curtir uma excelente praia.

21 – Praia do Abricó

É a única praia de nudismo do Rio de Janeiro. Porém, não é exatamente um local muito seguro. Explico: Existe uma Associação de Naturismo que, juntamente com a Guarda Municipal, fiscaliza a área aos sábados, domingos e feriados de sol.

Nesses dias a praia pode ser frequentada tranquilamente, com todas as regras sendo seguidas, inclusive não pode haver curiosos, ou seja, se você for à praia é obrigatório ficar nu ou nua.

Já nos outros dias, muita gente se aproveita da localização mais reservada, para uso de drogas, atos obscenos ou até mesmo prática sexual.

22 – Praia do Grumari

Um dos meus lugares preferidos no Rio, a Praia do Grumari, para mim, é uma das melhores e mais lindas praias da cidade do Rio de Janeiro.

Faixa larga e extensa, areia branca, vegetação nativa e bastante sossegada. Exceto, é claro, nos finais de semana de sol a pino, no verão.

Mesmo quando a praia está bem cheia, não fica lotada como Copacabana e Ipanema, por exemplo. É que no Grumari, além de não passar ônibus, existe uma limitação de carros que podem acessar a praia.

Em seus dois acessos, pela Estrada do Pontal e pela Estrada da Barra de Guaratiba, existem barreiras policiais limitando a quantidade de veículos nos dias mais concorridos.

As praias de Grumari, Prainha e as próximas, que são mais selvagens, são distantes da Zona Sul do Rio e uma boa opção, caso você não esteja de carro alugado, é contratar algum dos passeios abaixo.

Praias do Rio de Janeiro com acesso através de trilhas

23 – Praia do Inferno

É uma prainha minúscula, bastante bonita, mas bem selvagem e deserta.

Para chegar à Praia do Inferno só existem duas possibilidades: barco ou a pé por uma trilha considerada de moderada a difícil.

Seu acesso se dá pelo bairro de Barra de Guaratiba através da Rua Parlon Siqueira e a trilha tem duração aproximada de 2h30. 

Embora a trilha seja sinalizada, é recomendável a presença de um guia ou alguém mais experiente, principalmente se você for turista.

24 – Praia Funda

25 – Praia do Meio

26 – Praia do Perigoso

A Praia Funda, Praia do Meio e Praia do Perigoso também são bem selvagens e costumam ficar desertas nos dias de semana. Por isso, se você for se aventurar por lá, é bom que vá em grupo grande.

Todas elas se encontram na mesma trilha que leva até a Praia do Inferno, porém o nível de dificuldade é um pouco menor.

27 – Praia das Conchas

Também fica na mesma rota que as praias anteriores, no entanto a Praia das Conchas é ruim para banho, pois tem muitas pedras.

OBSERVAÇÃO: As praias do número 23 ao 27 ficam na região da trilha da Pedra do Telégrafo, aquela pedra que ficou famosa com o povo se pendurando parecendo que está em um precipício, quando na verdade o chão está a alguns centímetros abaixo. 

Aliás, nas fotos que as pessoas postam, é possível ver as seguintes praias: do Meio, Funda e do Inferno.

Praia do Meio, Praia Funda e Praia do Inferno, vistas a partir da Pedra do Telégrafo

A praia mais democrática do Rio de Janeiro

28 – Praia de Barra da Guaratiba

A Praia de Barra de Guaratiba é uma festa ou o inferno, depende da perspectiva. É uma praia extremamente popular e é faixa de areia da orla carioca mais concorrida pelos moradores da Zona Oeste, que moram distante da Barra, Recreio e ainda mais longe da Zona Sul.

A praia é boa, é de mar aberto, no entanto nos finais de semana de sol, chegar e sair de lá pode ser um martírio, pois fica no apertado bairro de mesmo nome, com ruas apertadas e uma só entrada e saída.

De carro, é quase impossível estacionar e de ônibus, formam-se  longas e tumultuadas filas para pegar o único ônibus que atende a região.

Uma das praias do Rio de Janeiro mais bonitas e exclusivas

29 – Praia da Marambaia

Depois da praia mais democrática, agora vem uma das mais exclusivas do Rio de Janeiro. O curioso é que uma fica pertinho da outra, inclusive é possível avistar uma ou outra a partir da praia que você esteja.

O que torna a Praia da Marambaia bastante exclusiva e selvagem é o fato dela estar dentro de uma área militar do Exército.

Se você é militar e estiver de viagem marcada para o Rio de Janeiro, vale a pena verificar como ter acesso à esta praia.

A Praia da Marambaia, além de ser muito bonita, sua extensão de areia forma a Restinga da Marambaia, que é possível ver do céu, em alguns voos se aproximando do Rio de Janeiro.

DICA: Se você estiver na região da Barra de Guaratiba perto do final da tarde, vá até o restaurante Point do Grumari para ver a praia e restinga da Marambaia e um belíssimo pôr-do-sol.

Precisa alugar carro para conhecer as praias do Rio de Janeiro?

Se a sua viagem pelo Rio se concentrar somente no centro e Zona Sul da cidade, não é necessário alugar um carro. 

Se você pretende visitar somente uma dessas praias mais distantes, talvez seja melhor dividir um UBER e não alugar carro.

No entanto, se você se hospedar na Barra ou Recreio e pretender explorar as praias mais selvagens do Rio de Janeiro, assim como atrações fora da área mais turística, aí sim, eu recomendo que você alugue um carro.

Clique aqui para saber quanto custa o aluguel de carro no Rio de Janeiro.

Saiba o preço dos hotéis no Rio de Janeiro para o período da sua viagem.

Conclusão sobre as praias do Rio de Janeiro

Como você pode ver, existem inúmeras praias no Rio de Janeiro para todos os gostos. 

Você deve escolher quais conhecer de acordo com a localização da sua hospedagem, da sua disponibilidade de dias na cidade e como estará o tempo no período de sua viagem.

Mesmo que você não conheça as praias mais distantes que são acessadas por trilhas, te aconselharia a pelo menos conhecer a Prainha e o Grumari. Você não vai se arrepender.

Depois volta aqui pra contar.

E aí, gostou de saber mais sobre as praias do Rio de Janeiro? Imaginou que tivesse tanta praia assim na cidade?

Responde pra mim aí nos comentários.

Abraço.

Deixe uma resposta

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies